março 20, 2015

Ela era a minha melhor amiga



Eu sei bem como doí dizer isso, e como sei. A palavra “era” vem fazendo cada vez mais parte do meu vocabulário, e o pior é que eu não consigo me acostumar com ela. Deveria ser normal pessoas entrarem e saírem de nossas vidas, já que, o mundo está em constante transformação, mas não, parece cada vez mais difícil dar o adeus indesejado.

Bom, há exatos quatro anos atrás eu conheci uma menina, que viria a ser a minha melhor amiga. Nossa amizade começou quando ela sentou na cadeira em frente a minha na sala de aula, virou para trás e perguntou “Você acha que eu e ele combinamos?” ela apontou para o menino sentado na fila ao meu lado. Eu disse surpresa “Sim, formam um casal bonito” e então ela abriu um sorrisão no rosto. Nesse mesmo dia, nós ficamos juntas no intervalo e assim foi durante os seguintes 4 anos de nossas vidas, sempre juntas, nada e nem ninguém nos separava. 

Vivemos tantos momentos bons juntas que dá um nó na garganta sempre que me lembro dos planos que fazíamos de morar juntas, ou de que iriamos nos casar no mesmo dia e que iriamos ser vizinhas para nunca uma esquecer da outra. Foram tantas risadas de doer a barriga, lágrimas também... certa vez desabei no colo dela e chorei feito criança e como minha verdadeira amiga ela me abraçou e disse que iria ficar tudo bem, e realmente ficou, mas só ficou tudo bem por que a minha amiga estava ali pra fazer com que as coisas ficassem bem.

Lembro-me também de quando ela começou a namorar, e acredite, ela nunca me trocava pelo namorado, me ligava todas as noites e passávamos horas conversando no celular sobre assuntos aleatórios. Já saímos escondidas das outras meninas do grupo só pra não ter que contar todos os segredos que só nós duas sabíamos. Todos os dias nós descobríamos um motivo diferente para sorrir juntas e carregávamos a certeza de que nossa amizade seria eterna. Seria...

Eis que então tudo mudou, os assuntos não rendiam mais como antes, as rizadas foram perdendo a graça e os segredos... bem, eles continuam bem guardados, mas são apenas os velhos segredos. E agora é assim, eu não sei mais o que se passa na vida dela e nem ela do que se passa na minha. 

Eu ainda sinto falta de tudo que vivi com ela e principalmente sinto falta dela na minha vida, ela era como uma irmã, que me acolhia em seus braços para chorar, me aconselhava nos meus momentos de desespero e sempre me fazia sorrir até mesmo nos meus piores dias, mas como sempre a palavra “era” resolveu aparecer mais uma vez na minha vida, só que, dessa vez eu não esperava, fui literalmente pega de surpresa e completamente dependente da companhia que ela me fazia.

Caso você leia isso um dia, quero que saiba que eu sinto sua falta, mesmo que eu não demonstre, mesmo que eu diga que está tudo bem. Tudo o que eu mais queria era fazer tudo voltar a ser como “era” antes, mas infelizmente não posso... Então essa é a minha única saída, aceitar sua decisão e desejar que você encontre uma pessoa que goste de você tanto quanto eu gostei e que principalmente tenha a “amizade eterna” que eu sempre quis ter com você.

Espero que você esteja bem e que esteja sentindo minha falta também.



Ps¹ - Estou com saudades da sua rizada. 

Ps² - Você deve estar rindo da minha cara agora. 

Ps³ - Me desculpe por não ter feito mais para salvar nossa amizade.




Me acompanhe nas redes sociais 

12 comentários:

  1. Que lindo. Chorei :/

    http://vanessanonatoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Na minha vida tive sorte de que minha melhor amiga fosse também minha prima; tendo laços sanguíneos além dos laços de amizade, nunca nos afastamos uma da outra. Além do mais, crescemos juntas, o que impediu aquele lance muito comum na vida de pessoas começarem a gostar gradativamente de coisas diferentes até mudarem de vez e não terem nada em comum uma com a outra mais.

    Mas fora essa amizade, várias das minhas já se foram... Foram com o tempo, com a infância, com a pré-adolescência (e mesmo com a adolescência que estou vivendo agora) para se tornarem apenas boas lembranças...

    O Único Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho uma prima como minha amiga, porém moramos em cidades diferentes, o que dificulta muito o vínculo de amizade, vez ou outra ela me liga e a gente conversa bastante.

      Bom, de todas as amigas que tive ela foi a primeira que se afastou assim... as outras que "quase" não tenho contato hoje em dia, se afastaram quando mudaram de escola, cidade e até mesmo para outro estado. É ruim lidar com isso? É sim, mas são essas situações difíceis da vida que nos tornam mais fortes e capazes de superar situações bem piores, que com certeza virão. (infelizmente)

      Excluir
  3. Que pena, mas se ela se afastou é porque não era verdadeiro como a sua.

    http://alinesecretplace.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe, de verdade eu acho que foi verdadeiro sim... Mas a vida é assim, nem tudo dura pra sempre. "Tudo tem um começo e um fim".

      Excluir
  4. Boa tarde Lavínia..
    certas amizades nos marcam...
    algumas são passageiras outras podem ser duradouras quando o destino do outro o leva antes como foi no meu caso..
    meu melhor amigo esteve comigo desde a primeira série.. na terceira ele ficou na cadeira de rodas e isso foi até os 25 anos quando ele partiu deste plano..
    eu era seu melhor amigo.. vivia mais lá que em casa..
    boas lembranças.. ainda guardo depois de 5 anos da partida dele fotos e um video..
    tem momentos que temos de guardar pois a felicidade nunca morre..
    gostei do que escreveu.. profundo.. e é bem assim que acontece.. os primeiros olhares e pessoas que falamos ficam com nós ou o tempo as leva né.. beijos e um lindo dia.. até sempre moça querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me lembrei de uma música ao ler seu comentário "Não sei porque você se foi, tantas saudades eu senti e de tristezas vou viver, aquele adeus não pude dar" ♫ Acho que é uma música que define bem o que aconteceu né? Mas assim é a vida e nada acontece em vão ♥ Bjs e até sempre Samuel

      Excluir
  5. Na minha vida sempre teve essa coisa de entrar e sair da vida das pessoas, sempre ruim é claro, mais procurei aceitar , pois afinal umas pessoas saem da sua vida para novas entrarem ! <3 Bjaoo linda
    http://atraspenteadeira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com tudo que disse :)
      Se coisas boas se vão e para melhores possam vir. ♥ Obrigada pela visita
      Beijos

      Excluir

Pessoinha, obrigada por deixar seu comentário! Lembrando que não gosto de spans, ok? Nada de "Seguindo, segue de volta?" Se você deixar o link do seu blog, eu vou visitar e se eu gostar vou seguir ♥ Beijos!

 
∴ Aventuras Literárias 2016 - 2018 ∴ © Todos os direitos reservados // Créditos // voltar para o topo