abril 22, 2015

A menina e a sua solidão


Ela era uma menina diferente das outras, mas nunca se julgou melhor que elas por isso, pelo contrário, sentia que esse era o seu maior problema. Sempre foi intensa de mais, hora sofria muito, outrora a pessoa mais feliz do mundo, mas deixava tudo isso quietinho, dentro de si, nunca gostou de contar aos outros do que se passava dentro do seu coração, e talvez por esse motivo cresceu assim, escondendo sentimentos de tudo e de todos, até de si mesma. Ela gostava de inventar uma explicação para cada coisa, de ajudar a todos o máximo que pudesse, sendo capaz até mesmo de desistir da própria felicidade, somente para fazer o outro feliz. Dizia ser uma pessoa forte e tentava a todo custo se convencer disso. Se preocupava mais com o futuro do que com o próprio presente e sempre fez o que pôde para dar orgulho aqueles que ama, mesmo que não estivesse se sentindo bem com isso.



De sorriso sempre aberto, mesmo que seu sorriso não lhe agradasse... era assim que ela vivia, podia estar passado pelo pior momento de sua vida, se alguém viesse lhe pedir ajuda, ela sem pensar duas vezes ajudaria. O que a fazia mais feliz eram os livros, bolacha recheada e uma boa companhia para conversar sobre coisas aleatórias, nunca gostou de pessoas vazias e sem conteúdo. Adorava ouvir Pop-rock, Mpb da velha e nova geração e também Rock. Era poeta, escritora e conselheira. Indecisa, desapegada e cantora de chuveiro. Nervosa, impaciente e um pouco tímida. 

Sua vida baseava-se em superação dos obstáculos, e ela sempre se mostrou forte e capaz de suportar tudo. Sabia que tinha tudo: Uma mãe e um pai (mesmo que estes não morassem juntos) uma irmã, avós que davam-lhe amor e atenção, um lar, um cachorro, um emprego e podia estudar numa boa escola. Porém de nada isso lhe adiantava. Pois, ela passava a maior parte de todos os seus dias tendo ela mesma como companhia, e assim se afundava cada vez mais em sua própria solidão.

Sempre foi forte o bastante para tudo, menos para dizer que quer desistir de tudo e voltar atrás. Sempre foi capaz de suportar, mas agora ela sente que já não pode mais. Todos ao seu redor dizem que isso vai passar... que é só uma fase e que vai ficar tudo bem.


E para todos que dizem isso, ela só gostaria de dizer que: 

Eu sei que vai passar e com toda certeza eu vou superar, sei que é só uma fase que eu vivo desde os meus 12 anos, mas eu também sei que poderia arriscar, pois eu fico pensando e se eu tivesse voltado, eu não seria mais feliz? Eu não teria aproveitado melhor a minha vida? As pessoas dizem entender o quanto é ruim se sentir sozinha e estar sozinha, mas mesmo entendendo pedem para que eu seja forte e permaneça aqui somente para ter um bom futuro. Tá, ok. E o meu presente? E em mim? Ninguém pensa? Eu sei que todos querem o meu melhor, mas no momento o que eu menos quero é me sentir sozinha. Sei que posso ser feliz mesmo assim, que tudo é questão de escolha. Porém eu já fiz essa escolha outra vez e resolvi continuar onde estou, mas vi que mesmo assim, essa fase ruim ainda não passou e o pior, nem sei quando vai passar.

Me acompanhe nas redes sociais 

4 comentários:

  1. Boa tarde mocinha tri querida... Lavínia.. pude ler além deste outros desafabos teus, e eles fazem muito bem.. as vezes se falamos demais sobre nosso sentimentos aos outros acabamos ficando mais perdidos que só os falando a nós mesmos.. muitos querem aconselhar, dar palpites, mas somente cada um de nós sabe o que passa e passará.. um amigo sempre me dizia, não interfira pq as vezes aquela pessoa precisa experenciar algo para seu próprio crescimento.. vc passou muitas coisas, mas tem força ai dentro, sabes que tem, hj podes não ver isso.. mas quando tiver anos mais verás como passou por tudo... a solidão não é ruim.. mas não podemos viver pra sempre nela.. tb fiquei minha parte nela e foi ai que a poesia se apresentou a mim.. saiba que vc nunca está sozinha.. vc tem alguém dentro de vc que te acompanha pela vida toda.. o teu Eu, fale com ele sempre... viva cada dia, tb me apeguei demais ao tempo, passado, presente e futuro tudo é agora..
    beijos e fique sempre bem..

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de texto, moça <3 me vi em muitas partes dele, sabe. Também sou muito assim, mas estou aprendendo, aos poucos, a dizer não, a tirar um tempo pra mim, a me amar um pouco mais do que os outros. Aprendendo a falar e fazer com que me ouçam, e isso é um grande passo! Um abraço <3 48janeiros

    ResponderExcluir
  3. é aquela velha história, nós temos nosso momento, passamos por nossas experiências, mas a ignorância alheia sempre prevalece, com comentários e argumentos que passam uma falsa convicção .-. quem está de fora nunca vai entender o que há lá dentro, certo?

    belas e intensas suas palavras.
    xoxo

    ResponderExcluir

Pessoinha, obrigada por deixar seu comentário! Lembrando que não gosto de spans, ok? Nada de "Seguindo, segue de volta?" Se você deixar o link do seu blog, eu vou visitar e se eu gostar vou seguir ♥ Beijos!

 
∴ Aventuras Literárias 2016 - 2018 ∴ © Todos os direitos reservados // Créditos // voltar para o topo