julho 13, 2015

Aquelas palavras que deixei de dizer


Não me escondo do medo de não me reerguer
Do silêncio de uma vida sem você
De tudo o que faltou ser
O que faltou ser - Sandy

Numa dessas tardes vazias, após a leitura de um livro de ficção e ter tomado aquela xícara de café amargo, fui até a varanda da casa observar a brisa que pairava no ar e sentir aquela sensação boa do friozinho do inverno. Peguei o celular que estava no bolso da minha calça de moletom e abri a pasta de fotos do celular, e lá estava a última foto que tiramos juntos. Só de olhar o meu sorriso que ia de ponta a ponta dava pra ver o quanto eu estava feliz. Veio então aquela vontade incontrolável de chorar, não de tristeza, mas de saudade, pois por mais que doa em mim admitir, eu sinto sua falta todos os dias. 

Eu nunca fui muito de dizer o que eu sentia por você né? Nunca disse o quanto te queria ao meu lado e no quanto eu torcia para que nos tivéssemos dado certo, o quanto eu torcia para nossa história ser como aquelas histórias dos velhinhos que vejo no parque andando de mãos dadas ou lendo um livro juntos sentados no banco da praça. 

Eu sempre me esqueci de te lembrar o quanto tu me fazia bem, o quanto teu sorriso me alegrava e o quanto eu me encantava com teu olhar. Nunca disse quão boa era a sensação de sentir tuas mãos — sempre quentes — tocando a minha bochecha ou do quão confortante e acolhedor era o teu abraço, que era sempre apertado. 

Talvez por nunca ter feito questão de dizer como você me compreendia e me alegrava, você resolveu ir, resolveu ir por não saber o bem que teria feito se tivesse escolhido ficar. Talvez seja tarde demais para dizer todas essas coisas e principalmente dizer que ninguém será capaz de ser para mim aquilo que você fora um dia. Doí mais em mim que em você saber que por orgulho e por medo deixei de dizer o que mais precisava. Hoje sei que você tem alguém que te diz exatamente aquilo que um dia eu nunca disse, sei que essa pessoa te da a segurança que eu nunca dei e admito isso me doí, doí muito. Só que mais do que isso, doí em mim saber que nós fomos aquele casal que tinha tudo para ser tudo, mas que acabou escolhendo ser nada.

4 comentários:

  1. "Só que mais do que isso, doí em mim saber que nós fomos aquele casal que tinha tudo para ser tudo, mas que acabou escolhendo ser nada." Cara, que bom te ter de volta aqui! Senti MUITA falta dos teus textos nos meus dias sem brilho. Continue escrevendo! Parabéns meu amor!
    http://www.tudoquegarotasgostam.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ♥ Não sei nem como agradecer pelo carinho ♥ Muito obrigada mesmo!

      Excluir
  2. Boa tarde querida Lavínia..
    é bem como está a vida de muita gente...
    se tivesse dado certo...
    pq será que não estamos juntos?
    uma amiga numa conversa esses dias fiz as mesmas indagações...
    e a resposta veio bem aquilo que pensava entre mim..
    quando não damos certo com alguém..
    foi melhor assim.. pq não era para ser..
    e se fosse forçado estar junto o tempo faria a parte dele.. e mostraria as coisas..
    nada acontece por acaso... se é para estar estaremos e felizes.. caso contrário não temos de nos estressar..
    pois é tanta gente que chega e que vai de nossas vidas..
    um dia virá a pessoa que é para ficar e saberemos disso..
    bjs e feliz sempre

    ResponderExcluir

Pessoinha, obrigada por deixar seu comentário! Lembrando que não gosto de spans, ok? Nada de "Seguindo, segue de volta?" Se você deixar o link do seu blog, eu vou visitar e se eu gostar vou seguir ♥ Beijos!

 
∴ Aventuras Literárias 2016 - 2018 ∴ © Todos os direitos reservados // Créditos // voltar para o topo